"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" João 3:16. "

Descansa no Senhor, e espera nele; não te enfades por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa maus desígnios. Salmos 37.7


29/12/2013

Maria a Mãe de Jesus



Dentre tantas mulheres judias, Deus decidiu escolher uma jovem virgem, de uma família pobre, da cidade de Nazaré, para ser a mãe de Jesus, o nosso Salvador. O seu nome era Maria.
Um anjo lhe apareceu e lhe disse: "... Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres" (Lucas 1:28).

Maria foi escolhida por Deus. Certamente Deus tinha motivos para confiar em Maria tamanha tarefa. Ele conhecia o seu coração, sabia que ela O amava, que ela O conhecia e que iria aceitar a difícil tarefa que lhe foi destinada.
Maria foi escolhida para uma tarefa única na história da humanidade. Ela ia ser a mãe de Jesus.
Quando o anjo abordou Maria, e a pôs ao corrente do plano de Deus, ela não percebeu muito bem. No entanto ela só fez uma pergunta: “como se fará isso” uma vez que não conheço varão.
Desta maneira podemos deduzir que ela se mostrou pronta para o desempenho da tarefa que Deus destinou para ela. Por causa da disponibilidade desta mulher, o plano de Deus estava a cumprir-se.
Maria era uma mulher que conhecia as escrituras e tinha comunhão com Deus. O plano de Deus para a vida de Maria era difícil, mas não era impossível. E Maria estava preparada.
Ela descendia de um povo conhecedor da Palavra de Deus e que era fiel a Deus. Tudo o que ela aprendeu a respeito de Deus iria ensinar a Jesus.
Ela conhecia o livro de Isaías, onde está profetizado a respeito de Jesus, e essa matéria não era desconhecida para Maria.  (Is. 7.14)
Deus não tinha dúvidas de que ela saberia educar o seu filho. Conhecedora da Palavra de Deus, ela saberia faze-lo.
Pv 22:6  Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele.

Lc 2:52  E crescia Jesus em sabedoria, em estatura e em graça diante de Deus e dos homens.

 Jo 7:15  Então os judeus se admiravam, dizendo: Como sabe este letras, sem ter estudado?

Do mesmo modo que o Senhor conhecia o coração de Maria, Ele conhece o nosso coração.
Muitas vezes queremos trabalhar para o Senhor mas achamos que não estamos preparadas, temos medo de não estar à altura das expectativas de Deus, achamos que temos poucas habilitações, que não sabemos falar, que temos poucos conhecimentos da Bíblia, e muitos outros sentimentos nos assaltam.
Temos vontade de dizer: "Eis-me aqui, Senhor!" mas há um medo enorme que nos assalta e nos sentimos incapazes.
Quem capacita é o Senhor. (2Co 3:5  não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus)
Mas temos que fazer a nossa parte, temos que nos preparar lendo e estudando a Palavra de Deus de modo que possamos amá-lo como também conhecê-lo e lhe obedecer, desejar ser usada por Ele. Desejar servi-lo.

Maria tinha vários obstáculos na sua frente:
Como jovem solteira, ela tinha que enfrentar os seus pais;
Era solteira mas estava comprometida, logo havia também o homem ao qual estava ligada já com um compromisso;
Havia também os seus vizinhos e amigos, os quais poderiam ser um obstáculo.
Depois que o anjo lhe explicou como as coisas iam acontecer, Maria foi pronta na resposta, sem hesitações, sem medo, e acho até que ela o fez com muita alegria:  "Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra ..." (Lucas 1:38). Ela decidiu obedecer apesar dos problemas que iriam surgir.

E nós? Quando nos decidimos por servir ao Senhor, o que precisamos de enfrentar?
Será que também temos que enfrentar a nossa família?
E os nossos vizinhos, o que irão dizer?
E os nossos colegas da escola ou do nosso trabalho? Que pensarão? Que somos fanáticas?
Deus escolheu Maria para ela ser a mãe do Seu Filho unigénito e ela, humildemente e corajosamente, aceitou esta tão difícil mas tão privilegiada missão.
Maria repousou no Senhor e creu que Ele iria suprir todas as suas necessidades e estar com ela em todos os momentos.
O mesmo acontece connosco, Deus tem um plano para as nossas vidas.
Mas cabe a nós próprias a decisão de aceitar esse plano. O princípio de tudo começa por nos prepararmos tal como Maria.
O cântico: Maria começou por louvar ao Senhor, reconhecendo a sua grandeza, e declara que Ele é o seu Salvador.
Maria reconhece a sua pequenez. Apesar de ser uma grande mulher, ela mantém a sua opinião própria de que é uma pequena serva de Deus. Isto revela que Maria era uma mulher humilde, e nem sequer o saber que iria ser a mãe de Jesus, a fez mudar de opinião.
Mas ela foi uma mulher submissa a Deus, e certamente Deus era a sua força. Maria era uma mulher de oração e tinha comunhão com Deus.

Isabel Romão

caixinha de promessas

.

.